Total de visualizações de página

PLACA NA ESTRADA DE CONCEIÇÃO DA BOA VISTA NAS PROXIMIDADES DO COLINA CLUBE

PLACA  NA ESTRADA DE CONCEIÇÃO DA BOA VISTA NAS PROXIMIDADES DO COLINA CLUBE

terça-feira, 31 de maio de 2011

ESCOLINHA DE FUTEBOL DE SALÃO DO COLÉGIO NS DO CARMO - JUIZ DE FORA - MG










TORNEIO INTERNO
ESCOLINHA DO CARMO
EM 15 DE DEZEMBRO DE 1987
BOTAFOGO 7 x 3 FLUMINENSE
DECISÃO: BOTAFOFO 4 x 2 FLUMINENSE (17/12/1987
FOTOGRAFIAS DA PRIMEIRA PARTIDA. BOTAFOGO CAMISA BRANCA.
MEUS FILHOS GOLEIROS: ARMANDO SÉRGIO (CAMISA VERMELHA) E CRISTIANO (CAMISA AZUL

TIO MOACIR ARAUJO

Tio Moacir com Tia Carmem. Agente de Estação da Estrada de Ferro Leopoldina. Filho de Antonio Marcelino de Araujo e Rita Roque Araujo. Tio Moacir foi agente em Caparaó (Pirapetinga) e o principal: era adorado pelos sobrinhos. Fazia todas as nossas vontades. Fotografia de 1952. Saudades Tio adorado.

terça-feira, 24 de maio de 2011

TERCEIRO ENCONTRO DE MASTERS DO IDEAL E RECREIO E.C.




video

Partida realizada no dia 23 de julho de 2011 no campo do Recreio EC com placar de 1x1.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

NASCE MANUELA MELLO MERCADANTE


O blog está em festa com o nascimento de minha neta Manuela no dia 16 de maio de 2011, às 20:48 horas no Hospital Monte Sinai de Juiz de Fora. Filha de Armando Sérgio e Marcelle.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

A BUSCA DA VERDADE


Armando Sérgio Mercadante

“A dúvida é o princípio da sabedoria” (Aristóteles)

O conhecimento se constrói no dia-a-dia através do uso crítico da razão, ligado a princípios éticos e raízes sociais. É uma tarefa que precisa ser retomada a cada momento, sem jamais ter fim. A cada dia surgem novas descobertas, avanços tecnológicos e científicos que jogam por terra certezas consideradas irrefutáveis e confirmam hipóteses e afirmativas seculares. Qual era a visão do homem sobre o universo antes da invenção do telescópio? E a descoberta do carbono 14 na datação de peças e documentos? Quantos documentos considerados verdadeiros foram, após a datação, reconhecidos como falsos? Exemplo recente foi o Santo Sudário.

O que não podemos fazer é preencher nossas dúvidas com o sobrenatural. "O apressado come cru."Deus não pode ser um tapa-buracos para as lacunas do conhecimento humano. Ele quer que usemos nossa inteligência para buscar a verdade. É evidente que determinados fenômenos escapam do domínio das ciências. Daí a existência quatro tipos de conhecimento: o popular (senso comum), científico, filosófico e teológico.

Substituir o que não explicamos por Deus é muito cômodo. Dúvidas? Melhor tê-las do que sentir-se o dono da verdade vivendo numa falsa paz intelectual onde não existem interrogações que são substituídas por pontos finais, que fatalmente conduzem ao erro. Sem dúvidas, desta forma, o conhecimento humano fica estagnado. Não podemos ser acometidos pela Síndrome Carolina: “o tempo passou na janela e só Carolina não viu”. Sentir-se o dono da verdade, além de ser falta de humildade, é fanatismo. O fanático não dialoga e não aceita a possibilidade de estar errado.E no campo das concepções religiosas é sempre bom lembrar que estamos na época do ecumenismo, do diálogo e não da separação.

O conhecimento se constrói através do estudo, da pesquisa, do diálogo, da abertura à crítica, da humildade em reconhecer que o engano é inerente a qualquer ser humano e sobretudo do trabalho interdisciplinar.

Concluindo: como podemos ter a pretensão de explicar o mundo se não sabemos se somo capazes de saber ou se o conhecimento do mundo é possível? Se olharmos para o passado veremos quantos erros foram cometidos em nome do que parecia ser e não era? Quantas teorias consideradas irrefutáveis em seu tempo foram superadas (a do Sol girando em torno da Terra, por exemplo)? Quantas coisas que acreditamos conhecer hoje não serão desmentidas amanhã? Os filósofos se preocuparam e se preocupam com essas questões. Alguns afirmam que as realizações humanas estão marcadas mais pelas interrogações do que pelas conquistas alcançadas. Afirmo alguns porque na Teoria do Conhecimento existem posições diferentesdiante das perguntas: o que é conhecimento? É possível o conhecimento? Qual é o fundamento do conhecimento?


NA CERÂMICA DO TIO ESTÁCIO


Na Cerâmica do Tio Estácio

Ver o Totote fazer vasos, jarras e moringas
Era fantástico para nossas cabeças infantis.
Como de uma pelota de barro saia um vaso?
Como ficavam todos do mesmo tamanho?
Com o pé ele girava uma roda de madeira grande
Que movimentava o torno.
Em cima do torno ele colocava
Uma pelota de barro numa roda menor
E com as mãos molhadas
Moldava os vasos sem quebrá-los
Usando instrumentos rudimentares
Que nem sei os nomes que davam.
Depois de prontos eram enfileirados
Em tábuas do lado de fora da cerâmica.
Chegava o momento de serem enfornados.
O que exigia exigia arte e conhecimento.
A temperatura tinha que ficar no ponto
Sem um aparelho para fazer a medição.
O forneiro sabia dosar o calor e mantê-lo estável.
Colocando a quantidade certa de lenha na fornalha.
As peças depois de prontas
Eram pintadas pelo Carlos para serem vendidas.
Assim era a cerâmica do tio Estácio.
Um mundo fantástico que nos deixava felizes.
Pedíamos um pedaço de barro
E fazíamos hominhos, boizinhos, cavalinhos
E bolinhas que depois de secas viravam
Munição para nossas atiradeiras
Nas caçadas aos passarinhos.

Nota: para conhecer o trabalho nas cerâmicas antigas visite os endereços:
www.http:/cmdmc.com.br/apceramica2004.pdf
www.ceramicanorio.com/beaba.html



terça-feira, 10 de maio de 2011

OLEIRO FAZENDO UM VASO

COLÉGIO JOÃO XXXIII - RECREIO-MG - 1970

















A BARONEZA

PAPAI NA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE PIRAPETINGA-MG


Papai, Armando Mercadante, na Estação Ferroviária de Pirapetinga em 1942. As postagens que fiz sobre A E.F. Leopoldina em Pirapetinga faz parte da minha vida, da minha história. Papai nasceu em Pirapetinga (28.07.1916) e quando conheceu minha mãe (Dirce Araujo Coutinho Araujo), transferiu-se para a estação de Recreio-MG onde casou-se e aposentou-se em 1970 como Chefe de Estação (Boné Vermelho). Papai faleceu em 28.07.1973 aos 57 anos. Entregou-se de corpo e alma na construção do prédio da CNEC (COLÉGIO DE RECREIO). Hoje, como tantos que contribuíram para a melhoria de Recreio, faz parte da lista dos esquecidos. Foi um recreiense de coração. Ferroviário, Venerável e Orador da Maçonaria (Grande Loja) e Ator do Grupo de Amadores do Teatro de Recreio e Presidente do Setor da CNEC de 1966 a 1972.
Nota: as escolas da CNEC, na parte administrativa, são constituídas pelo Diretor Pedagógico e o Setor Local responsável pelo aspecto econômico e financeiro. O Setor Local, eleito pela comunidade por dois anos, é constituído pelo Presidente, Vice-Presidente, Secretário, Tesoureiro, Adjunto de Tesoureiro, Conselheiros, Conselho Fiscal Efetivos e Suplentes.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

EF LEOPOLDINA - PIRAPETINGA - PROF. JOSÉ MAURO PIRES SILVEIRA

video

Acervo: Centro Cultural de Pirapetinga e Casa da Cultura Professora Geralda Bifano Jubileu

EFL - PIRAPETINGA - DR. DALTON ROBERTO DE MELLO

video

Acervo: Centro Cultural de Pirapetinga e Casa da Cultura Professora Geralda Bifano Jubileu

ESTRADA DE FERRO LEOPOLDINA - PIRAPETINGA - ELITE RODRIGUES

video

Acervo: Centro Cultural de Pirapetinga e Casa da Cultura Professora Geralda Bifano Jubileu

EFL - PIRAPETINGA - PROFA. ANA MARIA PINTO MARTINS

video

Acervo: Centro Cultural de Pirapetinga e Casa da Cultura Professora Geralda Bifano Jubileu

EFL - PIRAPETINGA - CAIAPÓ - HAROLDO BIFANO JUBILEU

video

Acervo: Centro Cultural de Pirapetinga e Casa da Cultura Professora Geralda Bifano Jubileu

ESTRADA DE FERRO LEOPOLDINA - PIRAPETINGA - ANA FERREIRA E PROFA. AMÉLIA MACIOLINA LUZ




video

Acervo: Centro Cultural de Pirapetinga e Casa da Cultura Professora Geralda Bifano Jubileu

domingo, 8 de maio de 2011

HOMENAGEM DO BLOG AOS DIA DAS MÃES

Citta Del Vaticano - Basilica de S. Pietro - La Pietà di Michelangelo

Minha prece no Dia das Mães

Frei Lourenço Maria Papin OP
maio 2009

Dentre as múltiplas datas comemorativas do calendário civil no Brasil, a do Dia das Mães sem dúvida sobressai como a mais marcante, porque impregnada de muito carinho, ternura e emoção.

Prescindindo do aspecto comercial que a envolve, é justo e louvável que essa data se constitua num momento especial de cada um reverenciar sua própria mãe, de abraçá-la e cobri-la de beijos, manifestando-lhe todo afeto e gratidão. E se ela partiu para a Casa do Pai, seja a data celebrada num clima de afetuosa e talvez lacrimosa oração.


Estas breves citações bíblicas venham nos ajudar e mesmo nos questionar na celebração do Dia das Mães: “Honra teu pai e tua mãe” (Ex 20, 12). “Filho meu, escuta os avisos de teu pai, não rejeites as instruções de tua mãe” (Prov 1, 8) “Honra teu pai de todo teu coração e não esqueças as dores de tua mãe. Lembra-te de que foste gerado por eles. O que lhes darás pelo que eles te deram”? (Eclo, 27-28)


Venha a maternidade divina de Maria enaltecer a maternidade humana na sua grandeza e beleza, na sua dignidade e responsabilidade. Deus quis ter uma mãe! Aliás, nenhum título de Maria é mais sublime do que o de Mãe de Deus (em grego “Theotókos”, conforme a definição do Concílio Ecumênico de Éfeso, no século V).


No intento de contribuir para um clima de espiritualidade e mística deste Dia das Mães, deixo aqui minha humilde prece pelas mães.


Senhor, por vosso Filho Unigênito nascido de Maria, a mais santa de todas as mães, santificai as nossas mães.


Senhor, ajudai-as na sua difícil tarefa de humana e cristãmente educar e formar seus filhos para o hoje e o amanhã de suas vidas.


Senhor, abençoai nossas mães por suas noites indormidas de vigília à nossa cabeceira, por seus sacrifícios e renúncias por nós.


Senhor, consolai todas as mães que viram seus esposos ou seus filhos partirem para a Eternidade. Enxugai as suas lágrimas.


Senhor, olhai pelas mães pobres dos campos e das cidades, vítimas maiores das injustiças sociais que nos cercam, dai-lhes força e idealismo, dai-lhes a graça do heroísmo.


Senhor, velai por todas as mães solteiras. Que elas Vos encontrem no mistério da maternidade que tiveram a coragem de assumir.


Senhor, confortai com a vossa graça as mães esquecidas, desprezadas e incompreendidas.


Senhor, concedei saúde e fortaleza a todas as mães doentes ou alquebradas pelo trabalho e pela idade.


Senhor, protegei e socorrei as mães que vêm seus filhos vítimas das drogas e de tantos outros males gerados pelas injustas estruturas da sociedade moderna.


Senhor, dai força e ânimo àquelas mães que enfrentam a dura situação de serem “mães e pais” ao mesmo tempo.


Senhor, fazei que saibamos ouvir nossas mães em suas mensagens de alegria e de sofrimento, de renúncia e de entrega, de compreensão e de amor.


Senhor, lembrai-vos de todas as mães falecidas; dai-lhes a recompensa pelo cumprimento de sua missão. Que a lembrança de suas palavras, silêncios e exemplos jamais se apague no coração de seus filhos e de seus esposos.


Senhor, iluminai nossas jovens para que se preparem com dignidade humana e cristã, para a sublime e árdua missão de um dia se tornarem mães.


Enfim, Senhor, que este mundo seja melhor, mais humano e feliz porque com fé e amor estamos celebrando o Dias das Mães. Amém.


“Filho meu, não rejeites as instruções de tua mãe”

MAMÃE: UM ANO DE SAUDADE

Dirce Araujo Mercadante
(29.11.1922-07.05.2010)

No dia sete de maio de 2010 a cadeira ficou vazia e a casa cheia de lembranças. Mamãe, segundo seu bisneto Pedro, virou Lua. Na sua lógica infantil se a nossa cachorrinha Pituka virou estrela sua bisavó virou lua. Foi sepultada no Dia das Mães de 2010. Foram-se os dedos e ficaram os anéis. Mamãe diante de uma perda dizia: "Foram-se os anéis e ficaram os dedos".
"Senhor, lembrai-vos de todas as mães falecidas; dai-lhes a recompensa pelo cumprimento de sua missão. Que a lembrança de suas palavras, silêncios e exemplos jamais se apague no coração de seus filhos e de seus esposos". (Frei Papin OP)

HISTÓRIAS DA F.E.B. NO PASSEIO DE MARIA FUMAÇA

HISTÓRIA

LOCOMOTIVA DE TIRADENTES - MG

COMO FUNCIONA UMA MARIA FUMAÇA

sexta-feira, 6 de maio de 2011

ESTRADA DE FERRO LEOPOLDINA - PIRAPETINGA

video

Trecho do DVD "Trem de Ferro - Histórias de um Tempo Inesquecível" produzido pelo Centro Cultural de Pirapetinga e A Casa da Cultura Professora Geralda Bifana Jubileu.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

O TELEGRAFISTA



Sua vida é marcada

Por pontos e linhas.

No trabalho é sempre

A mesma rotina:

O barulho do telégrafo

Imprimindo na fita de papel

As mensagens que chegam.

Seu ouvido treinado

Decodifica os sons irritantes.

Como dizem os colegas:

"pega de ouvido".

Terminado o trabalho

Espera o ônibus no ponto

Volta para casa

E sua esposa lembra

Que a linha acabou.

Seu filho pede ajuda

Para estudar o ponto sobre Código Morse.

Dá uma saída até o bar

E o garçom anuncia

Que a carne está no ponto.

Irritado pensa:

Só falta servir telégrafo assado!

Posso telefonar?

A linha ta com problema.

Toma uma cerveja

com uma porção de carne

E volta para casa.

Veste o pijama

Liga a televisão

Regula o som no ponto

E pergunta a sua esposa

Qual a cor da linha.

Com a mão cansada

De tanto telegrafar

E os olhos pesados

Dorme e sonha

Com um mundo

Sem pontos e linhas.

No outro dia

Pega o ônibus no ponto

Chega na Rua da Estação

Atravessa a linha

Vai para a estação

Assina o ponto

Lê e responde as mensagens

Do telégrafo insistente

E já não sabe se é gente

Ou ponto e linha!

(Armando Sérgio Mercadante)

.- .-. -- .- -. --- ... . .-. --. .. ---

MAMÃE E MARIZINHA SIMÃO


Carnaval de 1938 em Recreio - MG

TEMPOS DE BH - PENSÃO DO SR. MÁRIO - 1972






















A pensão do Sr. Mário ficava na Rua Curitiba quase esquina com a Augusto de Lima