Total de visualizações de página

PLACA NA ESTRADA DE CONCEIÇÃO DA BOA VISTA NAS PROXIMIDADES DO COLINA CLUBE

PLACA  NA ESTRADA DE CONCEIÇÃO DA BOA VISTA NAS PROXIMIDADES DO COLINA CLUBE

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

PROFESSOR É PRESO NO ATO ESTUDANTIL EM JUIZ DE FORA-MG


No ATO ESTUDANTIL em apoio a greve dos professores estaduais de Minas Gerais, realizado no dia 30 de agosto de 2011, em Juiz de Fora-MG, na parte da manhã, no cruzamento da R. Halfeld com a Av. Rio Branco, o Prof. André foi algemado e conduzido no camburão para a Delegacia de Polícia. "O Professor diz ter agido para proteger estudantes que fecharam a Rio Branco em apoio à greve da rede estadual. PM o levou à delegacia sob o argumento de desacato à autoridade".
O FATO: " os estudantes detiveram-se no cruzamento da Avenida Rio Branco coma Rua Halfeld, obstruindo o tráfego nas três pistas. Nesse momento, segundo relatou André, uma agente de trânsito da Secretaria de Transportes e Trânsito, tentou passar pelo local com uma motocicleta. Foi quando o professor colocou-se à sua frente e impediu a passagem. Policiais militares presentes no local, então, pediram para o educador se retirar. Frente à sua recusa, foi dada voz de prisão. André considerou a atitude dos policiais e do agente de trânsito como lamentáveis e desnecessárias. Estava com medo de que a motocicleta atingisse um estudante. "Falei isso com os policiais e com o agente. Não podia deixar a motocicleta passar para não machucar ninguém". Para André, o mais grave foi o fato de os estudantes presenciarem e registrarem um professor sendo imobilizado e algemado. "Isso não contribui em nada para a educação desses adolescentes. É um desserviço por parte de agentes do estado". Ao chegar a delegacia os policiais tentaram justificar a ação repetida vezes. A sensação era de que eles sabiam do excesso cometido(...). O professor foi ouvido e liberado". (TRIBUNA DE MINAS, edição de 31 de agosto de 2011)
INDIGNAÇÃO, PERPLEXIDADE E TRISTEZA em assistir atos de abuso da autoridade em pleno regime democrático. A fala do professor demonstra, claramente, sua índole pacífica. Em momento algum foi agressivo e ofendeu os policiais. Num momento em que o tema violência na escola ganha as manchetes dos noticiários, uma atitude violenta e desnecessária de um agente do estado é um mau exemplo e um incentivo à prática da violência. A imagem fala por si. Os dois alunos em pé próximo ao ato que imobilizou o professor mostram suas atitudes: assustados e sem ação.

Um comentário:

anibal werneck de freitas disse...

a cena do professor sendo imobilizado de forma violenta pela polícia mostra claramente o que o governo pensa dos professores. a polícia surgiu na história como a guarda dos poderosos e assim, a história continua a mesma. até quando eu não sei, a verdade é que vivemos uma ditadura velada. os homens continuam mandando, esta é a grande verdade.
armando, esta ação não pode ficar impune, o sindicato tem que tomar uma atitude severa.

anibal werneck de freitas.